Pages

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Guga who?

Era uma vez uma prateleira de esmaltes.
Parada, concentrada, encarando vidrinho por vidrinho... Sempre que chegava à parte da prateleira onde estavam os esmaltes da marca Guga, desviava o olhar. E por puro “preconceito”.
Um dia meus olhos foram pegos por uma cor em específico: Blueberries da coleção Fam. Vagalume.
Resolvi arriscar e levá-lo, junto com outros dois da mesma marca: Astral e Provocante.

Blueberries é um roxinho pastel fofo, mas desanimei com a péssima cobertura. Pra ele ficar bom precisa de uma camada de um branquinho qualquer e duas do esmalte. Depois disso esqueci os outros dois no fundo da caixa.
Há algumas semanas usei o Astral (grafite-azulado com microbrilhinhos) e gostei da cobertura, diferente do Blueberries. Mas o Provocante continuou esquecido.
Eis que hoje vendo todos meus esmaltes, resolvi usá-lo. Um roxo forte (quase berinjela) com microbrilhinhos azuis. Ainda não decidi se ele é metálico ou perolado só sei que É LINDO DE MAIS!!! Duas mãos pra ficar perfeito, e uma vontade de nunca mais tirá-lo da unha!
Pretendo rodar o mundo atrás de outro vidrinho pra deixá-lo no estoque! =P

Conclusão, não julgue pelo nome ou pelo preço. Desconhecido, barato e agora um dos meus esmaltes favoritos! =D






P.S.: Tive que colocar as três fotos pq as três aparecem de cores diferentes. E pasmem nenhuma delas parece a cor "ao vivo". Mas ainda assim é lindo, não? =)

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Isto não é um post sobre perfume!

Semana passada, fui a uma perfumaria com a minha mãe procurar o Nina (pra ela, claro! Não gosto de fragrância doce. O Vanila Lace da Victoria’s Secret é uma exceção).
Não tinha, minha mãe acabou levando o nº4711 (esse merece um post só pra ele).
No balcão tinha um pote de vidro grande cheio de balm labial da Vult.

Eu tenho um grande problema com lábios ressecados. Minha dermato recomendou Nivea Lip Care Sun com FPS 30 o dia todo. O problema é que o Nivea marcava onde a pele rachava, quando passava um batom por cima, ficava horrível.
E o que a Ellen –espertona- fazia? Tirava a pele, óbvio!

Quando criança, sempre arranquei casca de machucado. Na adolescência eram as espinhas que não escapavam dos meus dedos. E hoje em dia a minha “diversão” é tirar a pele da boca.

Voltando a perfumaria, lembram do pote de vidro cheio de latinhas de balm? Cada latinha estava R$1,00! Isso mesmo UM REAL!
No verão, esse balm da Vult custava R$11,00! A Avon tinha um balm que se não me engano era R$7,00. E o da Natura, R$19,90.

Peguei um só, mas com certeza voltarei pra comprar o pote todo! =P
A boca fica super hidratada, e no segundo dia de uso já não sentia mais aquela pele grossa que atentava meus dedinhos! =P
Uso ele até antes de dormir! E diferente do Nivea, ele fica bastante tempo na boca.
Se eu soubesse que era tão bom, teria gasto tranquilamente R$11,00.

A embalagem é muito fofa:


O problema é que em menos de uma semana, ela já está começando a oxidar (vejam os pontos pretos):


Minha mãe falou pra depois de manuseá-lo, limpar com um lenço e guardar na nécessaire (e não no bolso da calça como eu fazia).
Espero que essa dica funcione, e minha latinha não enferruje.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Qual é o Pente Que Te Penteia?

Todas as vezes que decidi radicalizar meu cabelo, eu estava na TPM.
Mudar de cor, corte, franja e etc...
Sempre fiz no impulso, e minhas decisões se tornavam realidade em menos de uma semana!
Depois que a TPM passa, a única coisa que eu tinha a fazer era me acostumar.

Mês passado decidi cortar meu cabelo. Fiquei duas semanas estudando cortes e etc, até que resolvi pelo chanel reto.
Saindo do salão, eu estava tão feliz com o corte, estava lindo!!!
O problema é que, na semana seguinte eu entrei na TPM.

Que desespero!

Fiquei com cara de bolacha, a testa ficou enorme, o cabelo ficou com mais volume, mais oleoso, suja mais rápido, preciso de vários tic-tacs e grampos para mantê-lo no lugar.
E todos me torrando a paciência “quero ver você com o cabelo curto”, e nenhuma das fotos saem boas, porque na minha imagem distorcida, eu vejo uma trakinas de peruca!

E a cor? Em cada luz vejo uma cor diferente.
Tudo bem que eu acabei meu cabelo na tintura. Perdi as contas de quantas vezes o tingi em um curto espaço de tempo.
Tinta em cima de tinta, em cima de descolorante, em cima de mais tinta.
Foi por esse motivo, inclusive, que decidi corta-lo. Por querer deixá-lo natural!

Agora eu aprendi a lição: Se eu não quero uma imagem distorcida, tenho que fazer mudanças radicais durante a TPM.

E pra quem quer ver meu cabelo curto, ai vai:



P.S.: Não consigo deixá-lo reto!